Guia de Viagem Porto de Mós
Guias de Viagens Portugal

Guia de Viagem de Porto de Mós

on
10 de Maio, 2021

Porto de Mós é uma vila pitoresca, situada na região centro de Portugal, em pleno Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros.

Dotado de um património histórico e religioso incontornável, o concelho alberga também paisagens deslumbrantes, estruturas naturais fascinantes e pegadas jurássicas surpreendentes.

Palco de uma das batalhas mais importantes para a história nacional, Porto de Mós é muito mais do que um olhar desatento consegue perceber por entre os seus muros de pedra seca.

Esta é uma terra de artesãos e mercados, de festas e de romarias, de natureza e de história, mas principalmente de surpresas encantadoras.

São vários os pontos de interesse e atividades disponíveis neste concelho, que aliados à sua gastronomia inconfundível fazem deste concelho um destino merecedor da sua visita.

Quer saber o que Porto de Mós tem para oferecer? Junte-se a nós e descubra as 15 razões pelas quais deve visitar a região:

1. Castelo de Porto de Mós

Classificado atualmente como Monumento Nacional, esta obra arquitetónica de caraterísticas singulares foi outrora erguida sobre um ponto de vigia romano. Visitar o castelo de Porto de Mós é uma experiência muito interessante, a qual permite observar a sua arquitetura e perceber o papel de elevada importância que desempenhou em 1385, ao albergar o exército português nas noites que antecederam a Batalha de Aljubarrota. Este castelo sobrevivente, resistiu ao sismo de 1755 sendo submetido a algumas obras de recuperação que lhe devolveram por fim o brilho caraterístico que ostenta nos dias de hoje.


2. Miradouro Jurássico

Este miradouro é uma homenagem à época jurássica, a qual deixou vários recursos naturais ao concelho, que lhe permitem ter hoje uma série de atividades industriais e turísticas. Composto por 15 blocos de calcário que representam as principais épocas do período jurássico, é possível observar as rochas dominantes das Serras de Aire e Candeeiros. Este monumento situa-se a 500 metros de altitude, num local onde é possível admirar uma paisagem absolutamente deslumbrante sobre Leiria, Porto de Mós e o Mosteiro da Batalha.


3. Estrada Romana

É na freguesia do Alqueidão da Serra que permanece, o traçado da Estrada Romana com cerca de 100 metros de comprimento. Concebida para facilitar o escoamento de ferro, este foi o caminho que conduziu Nuno Álvares Pereira ao Campo Militar de S. Jorge na véspera da Batalha de Aljubarrota, a 14 de Agosto de 1385.


4. Moinhos do Alqueidão da Serra

Situados no alto das colinas, de forma a utilizarem o vento como fonte de energia, os moinhos simbolizam os artesãos rurais e os seus conhecimentos. O concelho possui vários moinhos dispersos pelo seu território, mas apenas três estão atualmente em atividade. Ao visitar estas construções magnígicas é possível voltar atrás no tempo, pois em alguns ainda se procede à transformação do grão em farinha através das mós de pedra.


5. Grutas de Mira de Aire

Eleita uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal, as Grutas de Mira de Aire, constituem um espelho de um conjunto excecional, que inclui também as Grutas de Alvados e as Grutas de Santo António. Visitar as Grutas de Mira de Aire é como visitar um paraíso subterrâneo onde é possível observar inúmeras formações calcárias, numa rota deslumbrante no mundo das estalactites.

Consideradas pelos especialistas como das mais belas e ricas da Europa, estas são as maiores grutas de Portugal, que se estendem por cerca 11km de túneis. Descobertas em 1947, é hoje possível visitar cerca de 600 m desta formação natural magnífica. Deixe-se deslumbrar neste precurso de aproximadamente 1 hora, a 110 m de profundidade, numa experiência impossível de esquecer.


6. Workshop de Olaria

Visitar a Olaria de Barro Vermelho  é muito mais do que visitar uma olaria tradicional, é recuar no tempo e perceber como o barro se transforma nos mais diversos utensílios do nosso dia a dia. Aqui, as peças de cerâmica expostas exibem não só um brilho caraterístico, como também o amor e devoção do último oleiro da freguesia de Pedreiras que trabalha na roda. “Meta” as mãos no barro e veja como se modelam púcaros, cântaros, pratos e tigelas, e perca-se no acabamento de uma linda pintura feita à mão nas mais variadas peças decorativas.


 7. Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota (CIBA)

O CIBA é um projeto que visa salvaguardar e valorizar o património referente ao Campo Militar de S. Jorge, enquanto ajuda o visitante a perceber o que foi a Batalha de Aljubarrota e como tudo aconteceu. Deixe-se envolver nesta área expositiva com 4 núcleos que combina um conceito inovador de entretenimento e educação. Os primeiros núcleos são dedicados à Batalha de Aljubarrota, à época em que se inseriu e às descobertas arqueológicas no campo de batalha. Durante a visita é ainda possível assistir à projeção de um fantástico espetáculo multimédia que reconstitui a Batalha e os eventos que a originaram. Já o último núcleo é apresentado no espaço exterior do Centro, assinalando locais de grande importância.


8. Fórnea

Inserida no Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, a Fórnea caracteriza-se por um enorme abatimento da crosta terrestre, com a forma de um anfiteatro natural. Enriquecida pela natureza que a envolve, os seus 500 metros de diâmetro e 205 de altura farão com que se sinta uma verdadeira formiga.  As erosões provocadas pelas chuvas e pelas águas nascentes criaram um cenário natural impressionante que não deixa niguém indiferente. A vegetação baixa e a marca calcária que a carateriza no topo, forma um espetáculo natural entre a vegetação, as escarpas e as cascatas de água, que rebentam em alturas de maior precipitação.


9. Muros de Pedra Seca

As serras calcária de Porto de Mós são uma coleção de formas arquitetónicas nascidas do engenho dos seus habitantes e da necessidade de estes se adaptarem a um ambiente pouco favorável. Património Cultural, os rendilhados de muros de pedra seca são testemunhos de vidas feitas de um quotidiano sofrido.

Os muros de pedra seca vedam parcelas de terreno, delimitam caminhos, definem cercas para o gado e estruturas de retenção de terra  criando uma paisagem verdadeiramente incrível para os seus visitantes.


10. Igreja de São Miguel

O património religioso da região é inquestionável, sendo que em quase todas as localidades é possível encontrar uma igreja, capela ou cruzeiro. A igreja de São Miguel adquiriu a configuração arquitétónica dos dias de hoje ao ser remodelada, após a sua destruição causada pelo terramoto de 1755. Erguida sobre uma capela cujo Padroeiro seria S.Miguel,a igreja destaca-se pela sua beleza e arquitetura.  As paredes são revestidas por painéis figurativos lindíssimos que representam cenas do Antigo Testamento e do Novo Testamento. Os dois altares laterais têm belas imagens de N. Senhora do Rosário e do Sagrado Coração de Jesus, sendo que no teto da igreja, ao centro, impõe-se a pintura do padroeiro da freguesia, S. Miguel.


11. Produção de Azeite

É na freguesia de Pedreiras que se encontra a casa Féteira, um local onde é possível observar  e perceber um pouco mais sobre a tradição do azeite. Desde a colheita e extração até ao seu embalamento é possível acompanhar todo o percuro, numa viagem interessantíssima desde a azeitona até ao azeite. O azeite produzido é proveniente dos olivais da casa e da região, caraterizados essencialmente por azeitonas de variedade galega. O lagar que iniciou a sua atividade em 1912 conjuga os processos tradicionais de produção com processos modernos de extração, produzindo um produto final de excelência.


12. Passeio de Bicicleta pela Ecopista de Porto de Mós

O antigo caminho de ferro, outrora utilizado para o transporte do carvão entre as minas da Bezerra e Porto de Mós, encontra-se agora transformado numa moderna ecopista que permite realizar caminhadas, a pé ou de bicicleta. Aqui pode praticar desporto e apreciar a deslumbrante paisagem serrana,  num percurso muito rico em termos de beleza paisagística, faunística e floral. Ao longo do caminho pode encontrar várias estações observatórias como o parque de merendas, as zonas de descanso e miradouros locais onde pode aproveitar para descansar e repor energias antes de continuar.


13. MIAT – Museu Industrial e Artesanal do Têxtil

Com o objetivo de preservar o património industrial da região,  este museu pretende enaltecer a memória das gerações que fizeram de Mira de Aire e Minde um dos maiores pólos da Industria têxtil de Portugal durante o Século XX. No seu interior é possível visitar  uma exposição permanente que inclui a maquinaria e equipamentos da indústria têxtil ao longo das gerações. O espaço tem como objetivo informar os visitantes sobre a forma como se processava a lã no fabrico das mais diversas peças texteis.


14. Calçada

Quem não conhece a calçada portuguesa, não conhece verdadeiramente Portugal, e não existe melhor terra do que Alqueidão da Serra para conhecê-la um pouco melhor.  A calçada como a conhecemos, resulta do calcetamento do piso com calcário branco e negro, de modo a formar padrões decorativos ou mosaicos devido ao seu contraste. Visitar uma pedreira é conhecer a origem do chão que pisamos um pouco por todo país, e é realmente incrível observar a facilidade com que esta é partida à mão por profissionais. Décadas de experiência fazem deste ofício uma arte.


15. Lagoas do Arrimal

É na freguesia do Arrimal que pode encontrar três lagoas, que reúnem diferentes fluxos aquáticos  e servem a população local para rega e usos domésticos. Rodeadas pela natureza, as suas águas criam uma paisagem interessante e convidativa para uma paragem relaxante junto às suas margens. Resultantes do acumular das águas fluviais em pequenas depressões superficiais, as àguas das lagoas reúnem uma fauna muito peculiar bastante interessante para o observador mais atento.


A nossa visita à região de Porto de Mós durou 3 dias mas existe muito mais para descobrir na região para quem valoriza as tradições e a natureza. Além das 15 atividades já mencionadas, adoramos descobrir cada recanto do centro de Porto de Mós e explorar as redondezas desta linda vila.

Foi uma visita relaxante e interessante e temos a certeza que voltaremos a esta região de Portugal num futuro próximo.

Esperamos que este guia seja o companheiro perfeito para explorar Porto de Mós e que tenha uma viagem inesquecível.

TAGS
RELATED POSTS